top of page

05 REFLEXÕES para o EMPRESÁRIO do TURISMO.

Atualizado: 5 de fev. de 2022

Após 1 ano do início de todo o caos, é possível traçar planos (não definitivos) e algumas conclusões na busca por seu espaço ao sol na lenta retomada. O momento pede sempre análise para entender os cenários que seguem em constante transformação na tentativa de compreender quais são os novos horizontes.


Não se pode descartar os enormes prejuízos que afeta o setor, dos pequenos aos grandes empresários, e o tempo médio de recuperação dessa perda de 2020 e 2021, estima-se aproximadamente, 5 a 7 anos. Veja bem, segundo a OMT (Organização Mundial do Turismo), o crescimento do TURISMO GLOBAL para 2020 era esperado em 3% e 4%, hoje as avaliações giram em torno de 30% de queda e como o pior ano para o setor com recuo de dados semelhantes a de 30 anos atras.


Sinais já deixam claro e elucidam o que se deve esperar de todo setor TURÍSTICO para a retomada definitiva. Aqui destaquei alguns pontos que entendo ser de grandes possibilidades e o trade turístico - empresários e pessoas envolvidos com o setor - pode começar a traçar estratégias para atingir objetivos e sair bem posicionado:


1. Não se trata de amenidades. As medidas de Segurança Sanitária já passam a fazer parte inseparável das viagens daqui pra frente sendo obrigatório. A garantia da qualidade total nos produtos turísticos em geral, com todas as medidas de proteção, será o grande desafio para os empresários do setor. E pode acreditar, fator decisivo para o turista no ato da escolha por esse ou aquele hotel ou restaurante por exemplo. #segurança


Foto pessoal: Rio de Janeiro

2. A tão esperada importância pelo turismo interno será valorizada. Estima-se que os viajantes procurarão, inicialmente, por destinos mais próximos a residência, em função da familiarização que intui mais segurança (viagens rodoviárias). A seguir, destinos mais distantes, podendo ser interestaduais com utilização de transporte aéreo. E somente em um terceiro momento, quando fronteiras estiveram liberadas, possível imunização, protocolos internacionais muito bem definidos, se pensará em viagens internacionais.Para o momento, vamos valorizar nosso Brasil maravilhoso. #turismonacional


3. Com as mudanças de comportamento e consequentemente dos hábitos de consumo, certamente os destinos que são vítimas do overtourism , ou seja, o excesso de visitantes, não serão os mais desejados e atraentes. Haverá uma preocupação e forte rejeição em destinos e locais que aglomeram muita gente. O momento é a maior aceitação em destinos e estruturas que apresentem planejamento para uma #experiência mais personalizada e individual, consequentemente menores estruturas. #destinosgourmet


4. No entanto, destinos com menores estruturas e que ofereçam experiências personalizadas, não implicam em serviços exclusivamente premium e de alto custo. Deve-se levar em consideração a atual e futura situação econômica que se constata no mundo inteiro.  O que poderá resultar em serviços de excelente qualidade a preço justo e honesto. #economia


5. Percebe-se um turista mais consciente, que vai exigir de destinos e empresários, atitudes mais sustentáveis e responsáveis com o meio ambiente, o que traduz em mais segurança sanitária ao consumidor. #sustentabilidade


Percebem a importância do fator: SEGURANÇA. É nisso que o trade turístico deve focar inicialmente. Se quiser sair na frente, reflita sobre esses 5 pontos, discuta com sua equipe de trabalho, debata em Conselhos Municipais de Turismo - COMTURS, consulte a população, o morador. Personagens importante desse processo. 

Instrumentos de Segurança Covid-19

Chegou o momento em que não dá mais para separar o setor público e o empresariado. Essas mudanças irão exigir o diálogo entre todos os segmentos incluindo a população local, fundamental num processo de planejamento. Só assim, será possível minimizar os impactos e garantir a sobrevivência de todos – empresas, destinos, comércio, indústria...O turismo é feito por muitas mãos e unidas!!! 


A atividade turística é responsável basicamente por 1 a cada 10 postos de trabalho no planeta. (WTTC,2019)

Adaptar-se à novos cenários e realidade é garantir competitividade e atender as necessidades de um cliente mais exigente. Momento de deixar de lado toda a vaidade e aprender, se doar, e vencer!!! #juntospeloturismo

 

Seu comentário é tão importante! Traga suas dúvidas e questionamentos, terei o imenso prazer em respondê-las!

O Login é bem rapidinho e você faz uma única vez.

 

Foi útil pra você esse conteúdo? Então compartilhe as suas redes socais.

コメント


bottom of page